Um estudo de Jacob George e colaboradores, da Escócia, acabado de publicar no JACC, estudou um grupo de 114 doentes fumadores de mais de 15 cigarros convencionais por dia durante dois anos. 74 optaram por cigarros eletrónicos e foram aleatorizados em dois subgrupos, com e sem nicotina; todos foram comparados com 40 indivíduos que continuaram a fumar cigarros convencionais. Ao fim de um mês foram avaliados parâmetros vasculares: função endotelial pelo FMD a rigidez arterial por PWV. Estes parâmetros melhoraram com a mudança de tabaco convencional para cigarros eletrónicos e certamente que estes resultados vão encorajar comentários favoráveis ao seu uso. Contudo, há importantes reparos a fazer:

  1. A exposição e o momento de avaliação é muito curta
  2. Não é claro que a melhoria dos parâmetros vasculares traduza diretamente melhoria da saúde vascular
  3. Os parâmetros vasculares estudados mostraram alguma melhoria, mas não eram normais.
  4. A presença de nicotina não parece ter afetado os resultados
  5. Sendo verdade que os cigarros eletrónicos não têm as centenas de substâncias dos cigarros combustíveis, eles possuem três componentes - aromáticos, estimulantes como nicotina que em uso repetido e quantidade alta pode manter dependência e solventes – que poderão por si só provocar toxicidade.

O tema permanece em aberto e necessidade de prosseguir os estudos científicos que nos permitam avaliar com rigor o verdadeiro impacto para a saúde destas alternativas ao tabaco convencional, continua a estar na ordem do dia

 

__________________

 

Cardiovascular Effects of Switching From Tobacco Cigarettes to Electronic Cigarettes

Jacob George et al

JACC VOL. 74, NO. 25, 2019 DECEMBER 24, 2019:3112–20

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe o seu comentário

  1. A comentar como Anónimo. Registe-se ou faça login à sua conta.
Anexos (0 / 3)
Share Your Location